Por que está forma de súplica ao céu?…

NÓS TEMOS DESEJO DE CUMPRIR OS APELOS DA NOSSA SENHORA DE FATIMA MAIS…

  • INDICAÇÕES DO ANJO DE FATIMA. O Anjo nos dá uma dica do que fazer. Para que o mundo intenda precisamos de nossos sacrifícios diários, jejuns, mortificações e penitências de tudo o que for possível. Precisamos de um coração aberto e boas obras realizadas com amor e com consciência de uma intenção muito específica.
  • Somos movidos pelo desejo de cumprir o apelo da Senhora de Fátima, que pede a oração diária de terço e a devoção ao Seu Imaculado Coração, ou seja, sacrifício e reparação nos primeiros sábados do mês. Se as pessoas cumprirem esses desejos de Maria, haverá paz no mundo, a Rússia se converterá e haverá o triunfo do Imaculado Coração da Mãe de Deus. Como grandes e maravilhosas são estas promessas. Reparamos porém, que os pastorinhos de Fatiam: Lúcia, Jacinta e Francisco antes de receberam e entraram com grande zelo no caminho de salvação dos pecadores, que foi indicado pela Bela Senhora do Céu, passaram pela formação sob a orientação do Anjo da Guarda de Portugal. Esse caminho é uma indicação para nós que não podemos omiti-lo se quisemos fazer a parte do plano mostrado pela Nossa Senhora.

„De repente, vemos junto de nós a mesma figura ou Anjo, como me parece que era, e diz:

-Que fazeis? ? Orai, orai muito. Os Corações de Jesus e de Maria têm sobre vós desígnios de misericórdia. Oferecei constantemente, ao Altíssimo, orações e sacrifícios.

-Como nos havemos de sacrificar? – zapytałam.

De tudo que puderdes, oferecei a Deus sacrifício em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e súplica pela conversão dos pecadores. Atraí, assim, sobre a vossa Pátria, a paz. Eu sou o Anjo da sua guarda, o Anjo de Portugal. Sobretudo, aceitai e suportai, com submissão, os sofrimentos que o Senhor vos enviar” – Memorais da Irmã Lucia.

  • Não podemos ignorar esta indicação fundamental dada por Anjo aos pastorinhos, quando preparava eles para um encontro com a Mãe de Deus. Deste que o Anjo ensina assim, isto torna ser necessário para compreender corretamente o conteúdo da mensagem da Nossa Senhora de Fátima. Para que o mundo compreende corretamente as indicações referente à devoção ao Imaculado Coração de Maria, precisamos de nossos sacrifícios diários, jejuns, mortificações e penitências. O anjo não indica os pastorinhos quantas vezes por dia, por qual período de tempo ou o que exatamente eles devem fazer em um determinado dia. Não ensina seguir leis, mas ter um coração aberto e realizar obras com amor e com a consciência de uma intenção muito específica.
  • Estabelecemos os requisitos não exigidos por lei ou uma regra, mas por um coração aberto. Somos movidos pelo desejo de fazer tudo o que for possível e não queremos desperdiçar nenhum menor ato de bondade. Quantas vezes as pessoas solitárias, deficientes, doentes e idosos estão convencidas de que não podem fazer nada pelos outros. Graças numa intenção consciente, as dificuldades, os sofrimentos, a solidão e a dor deles podem tornar-se um sacrifício inestimável. Como o sacrifício e o sofrimento oferecido pela pequena Jacinta, pelo qual o João Paulo II agradeceu na beatificação dela em 2000. Agradeceu pela sua oração que aconteceu em uma época que o Karol Wojtyła ainda nem nasceu. Quantos desses tesouros estão em nossas famílias, casas, hospitais e casas de idosos.
  • Às vezes gostaríamos mais, mas vamos pensar se mais sempre tem um valor maior. Uma intenção e o amor podem agregar um grande valor às pequenas coisas. É assim que Jesus diz à Irmã Lúcia:

„É verdade, minha filha, que muitas almas os começam, mas poucas os acabam; e, as que os terminam, é com o fim de receberem as graças que aí são prometidas. Agrada-Me mais quem fizer os cinco (Primeiros Sábados) com fervor e com o fim de desagravar o Coração da tua Mãe do Céu, do que quem fizer os quinze, tíbio e indiferente.”. – Memorais da Irmã Lucia